15 de fevereiro de 2018

As piores catástrofes naturais

Marisa Fonseca Diniz



O aquecimento global é um fenômeno caracterizado pelas alterações climáticas, e pelo aumento da temperatura média do planeta. O meio ambiente é constituído por fatores bióticos e fatores abióticos. Os fatores bióticos são todos os organismos vivos presentes no ecossistema, e os fatores abióticos são os fatores do ambiente físico, químico ou físico-químico que influem sobre o ser vivo, tais como: temperatura, luz, umidade, relevo do terreno, vento entre outros.


Após a Revolução Industrial, as sociedades desenvolvidas necessitaram cada vez mais de grandes quantidades de matéria e energia para a produção. Assim sendo foram obrigados a explorar o biótopo e a biocenose da maioria dos ecossistemas do planeta, a fim de obter fontes energéticas e alimentícias. A exploração gerou efeitos negativos, pois o deslocamento de um lugar para o outro em escala mundial implicou num gasto maior de energia, e uma produção maior de toneladas de lixo sólido que não é reciclado.

A superexploração vem ocorrendo de maneira contínua fazendo com que os ecossistemas se esgotem, e entrem em estado de regressão. A exploração contínua da energia extraída dos combustíveis fósseis vem sendo um dos vilões do aquecimento global, uma vez que, a queima destes combustíveis libera uma grande quantidade de gás carbônico na atmosfera.

As consequências do aquecimento global são diversificadas e complexas, que podem gerar danos irreversíveis à humanidade, tais como os desastres naturais. O desastre natural é uma catástrofe que ocorre quando um evento físico muito perigoso provoca danos extensos, tais como: erupção vulcânica, desabamentos, furacões, incêndios, inundação, tsunamis, terremoto, entre outros.

As maiores catástrofes naturais no mundo foram:

Enchente



Em julho de 2010, o Paquistão foi acometido por chuvas de monções que mataram 1961 pessoas. Os alagamentos deixaram mais de  20 milhões de paquistaneses desabrigados. A província de Nowshera foi uma das áreas mais afetadas.


Terremoto



Em maio de 1960 no Chile aconteceu o maior terremoto da história, 9,5 graus de magnitude causou a morte de mais de 2 mil pessoas.

Tsunami



A maior onda registrada por um tsunami aconteceu em julho de 1958 na baía de Lituya Bay, no Alasca com 1720 metros, muito maior que um prédio de 102 andares.


O tsunami mais arrasador do mundo aconteceu na Indonésia em 2004 deixando cerca de 166.000 mortos e deixando mais de 2 milhões de desabrigados na região.


Erupção Vulcânica



A maior erupção vulcânica aconteceu na Ilha de Krakatoa na Indonésia em agosto de 1883. Uma sucessão de erupções e explosões que durou 22 horas e deixou mais de 37 mil mortos.



Furacão



O tufão (oceano pacífico) de maior intensidade no mundo foi o Haiya em novembro de 2013 nas Filipinas com rachadas de vento de 275 km/h da categoria 5 o mais alto.

O furacão (oceano atlântico) Sandy foi o maior, e aconteceu nos Estados Unidos em 2012.  O furacão causou a morte de 286 pessoas, e foi responsável por mais de 47 milhões de euros em danos materiais superando o Katrina.



Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.

Licença Creative Commons
O trabalho As piores catástrofes naturais de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://marisadiniznetworking.blogspot.com/2018/02/as-piores-catastrofes-naturais.html.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.