Blog dá dinheiro?


Marisa Fonseca Diniz

Ultimamente nunca se viu tantas dicas na internet sobre como ganhar dinheiro com blogs, mas até que ponto é interessante criar um blog e qual o benefício que ele possa proporcionar? Para quem não sabe, os blogs e sites são uma maneira de divulgar uma marca, produto ou profissional. Há alguns dias atrás eu produzi um artigo enfatizando o problema de se fazer um SEO ineficiente, onde no decorrer do texto falei sobre o Marketing de Conteúdo.

O marketing de conteúdo é a estratégia de produzir conteúdos interessantes a um determinado público-alvo, a fim de auxiliar em todo processo de compra e assim atrair o consumidor de maneira natural e espontânea. A quantidade de blogs e sites que divulgam produtos e serviços é o mais variável possível na internet, porém não podemos deixar de destacar que alguns apenas compartilham conhecimentos técnicos e variados na intenção de promover a marca, no caso, o escritor.

O que ninguém conta aos desinformados e novatos neste segmento é que para se manter um blog na ativa e com diversos seguidores e leitores, o tempo a ser despendido é enorme. No caso da divulgação de produtos ou serviços os sites devem estar sempre atualizados e compartilhando novidades diariamente a fim de prender atenção dos leitores. Os blogs de conteúdo devem ter assuntos que atraem a atenção de quem busca conhecimento técnico, por exemplo, não basta apenas escrever qualquer bobagem achando que aquilo será o chamariz para atrair milhares de leitores, não, isso não existe.

Ser um blogueiro vai muito mais além, precisa ser uma pessoa dedicada 24 horas por dia na criação e divulgação, ou seja, é muito mais do que 8 horas de trabalho por dia em uma empresa. A ideia que se vende na rede é que qualquer pessoa ou blog terá muitas visualizações e grande rentabilidade, o que é um erro.

A internet ensina as mais variadas formas de se conseguir rentabilidade nos blogs, mas o que ninguém diz é o quão difícil é conseguir fazer com que se consiga esta tal rentabilidade. Qual o blogueiro que não quer ter altos lucros com o seu blog? Diversos, porém a história não é bem assim, ninguém diz a verdade do que realmente acontece diariamente.

A maioria dos blogueiros busca empresas de publicidade especialistas em SEO, quando não, pagam para algumas pessoas ficarem clicando nos artigos aleatoriamente ou em anúncios publicitários que compartilham em seus blogs, quanto mais visualizações maiores serão as possibilidades de angariarem algum dinheiro para sobreviver apenas de blog. 

A outra opção é a possibilidade em se ter parceiros para o blog, o que não é nada fácil, há muitas propostas, mas no dia-a-dia alguns parceiros não cumprem com o acordado entre as partes. Com certeza, muitas pessoas já ouviram ou leram casos de blogueiros que de repente ficaram famosos ou começaram ganhar muito dinheiro com produtos de merchandising, porém o que muitos não falam é como eles chegaram lá. A maioria na verdade pagou grandes quantias de dinheiro para terem está repercussão toda, ninguém que tenha feito parcerias em troca de merchandising de fato ficou famoso ou rico, isso não existe.

Recentemente um dos blogs que sigo, Ponto Com Artesanatos  publicou uma nota de insatisfação no que diz respeito a parcerias, no qual vou compartilhar aqui:

Os blogueiros e suas parcerias

Acho que todo blogueiro* sabe da importância das parcerias - digo: das boas e eficazes parcerias! Já batelhei muito por parcerias: algumas não deram certo, outras não atingi os requisitos, algumas não acrescentaram muita coisa, mas em outras tive muitas felicidades! Valorizo as tais. *apesar de me referir a Blog, o assunto envolve todas as mídias sociais*

Acredito que parceria é uma via de mão dupla - tem que trazer vantagens para ambos os lados, caso contrário não é parceria: é favor!

Os fatos

Pois bem, estava eu sossegada em meu canto quando recebo um Direct pelo Instagram. A colega que eu nunca vi na vida, me veio oferecer "parceria" com a página dela - OK, legal! Perguntei como funcionaria tal parceria (afinal cada parceria tem suas regras, né?) Resposta: Eu enviaria um produto meu, como brinde para ela e ela por sua vez, faria um post divulgando meu trabalho.
Peraí - do nada eu ficaria horas trabalhando, gastando material próprio e desembolsando para o frete - para um "investimento" no escuro??? Resolvi dar uma olhada na referida página. A menina até que escreve bem, mesmo! Vi que algumas outras páginas enviaram "brindes" até que bem legais e foram mencionadas nos posts. Vamos pensar no assunto então! Se ela se interessou por minha página, deve ser minha seguidora, né? Mas não a achei na lista de seguidores... Questionem isso pra ela e, imediatamente me chegou a notificação de que "fulana de tal" está te seguindo, e uma mensagem assim: 

"Já sigo sim, rss " Sinceramente, me senti enganada por essa mentirinha, e quando me expressei com o devido bom humor - o resultado foi que ela deixou de seguir minha página e desistiu da parceria!

Minha conclusão sobre boas parcerias

Infelizmente, tem pessoas que propõem parcerias, mas só querem te sugar! Imaginei quanto a criatura lucrou com esses "brindes", sem ao menos conhecer de verdade esses "parceiros".

Então, a dica é:

Quando a gente vai à procura de parcerias, é porque está buscando algum resultado positivo, claro! Mas não busque só o seu bem - tenha algo de bom para oferecer a quem acreditou em você! Conheça realmente o outro lado, acredite no produto dele! Boas parcerias não caem do céu, são resultado de trabalho em equipe, de amizade e de confiança.

Aproveito para agradecer as parcerias que já conseguimos aqui no blog, empresas que acreditaram no meu trabalho e só somaram o bem. E anônimos que plantam o bem sem exigir algo em troca...

Fonte: Ponto Com Artesanatos

O desabafo faz com que as pessoas interessadas em ter um blog apenas com o intuito de ganhar dinheiro rápido reflitam e percebam que não é bem assim que acontece. Há sim várias pessoas e empresas sérias que possuem propostas excelentes no quesito parceria, mas a maioria só quer levar algum tipo de vantagem e não cumprem com o combinado.

Por diversas vezes aceitei parcerias, no qual eu entraria com o trabalho de produção de artigos e os interessados entrariam com a divulgação, porém no final percebi que eles não seguiam os blogs, não divulgavam e nem compartilhavam os artigos, se sentiam acomodados em ter uma Comendadora como escritora, sentia-me escravizada e completamente lesada por só eu estar cumprindo com o prometido. Não faço mais nada de graça em troca de divulgação, atualmente eu cobro para escrever qualquer tipo de artigo, meu trabalho tem um preço, que custeia todas as minhas despesas.

Infelizmente, há muitas pessoas que só pensam em si mesmas e pouco se importam em ajudar ou divulgar o trabalho alheio. Audiência e parceria são uma via de mão dupla, se uma das partes não cumpre o combinado deixa de ser parceria e se torna exploração. No caso do desabafo do Ponto Com Artesanatos que é um blog direcionado a divulgação e venda de trabalhos artesanais, o problema foi à falta de bom senso de quem propôs a parceria, ou seja, quis apenas ganhar benefícios, sem se importar com a outra parte.

Pessoas e empresas desonestas enchem a internet com propostas escabrosas, quando não prometem ganhos fáceis, lançam artigos de como ficar milionário com blogs ou internet, e escondem a verdade com medo de perder seguidores e leitores. Nada é fácil, portanto não se iluda achando que irá ganhar milhões de dólares por dia e logo ficará rico, sinto muito em te dizer, mas isso não existe. Se fosse possível não haveria tantos artigos e nem tantos autores por aí lançando receitas prontas de como ganhar dinheiro.
Não há receita pronta, se você é uma daquelas pessoas que ainda acredita nisso, então sinto em te falar, quem publica livros e artigos desse gênero na verdade só está tentando vender livro, palestras ou trabalhos de coach. 

Porque venhamos e convenhamos quem é rico não tem o hábito de contar o segredo do seu sucesso na integra. Autores em geral para ter uma boa rentabilidade mensal precisam vender no mínimo 100 mil exemplares por mês, não é a toa que para ser considerado um bestseller precisa ter vendido 100 milhões de exemplares.

Não se iluda, blog é só uma das muitas ferramentas de conteúdo utilizadas para divulgar um produto, serviço, profissional ou marca e para ter uma boa rentabilidade precisa trabalhar muito e ter no mínimo mais de 1 milhão visualizações diárias ou para quem depende de ganhos de anúncios, 1 milhão cliques diários nos anúncios, o que poderá render uns bons trocados mensais, caso contrário, desista.

Blogs surgem aos montes diariamente, porém poucos são aqueles que ficam mais de dois anos em média no ar. Conheço diversos blogueiros e divulgadores de redes sociais com mais de 500 mil seguidores, que sinceramente passam fome.

Milagre não existe, o que existe é muito trabalho. Se quiser ganhar dinheiro com blog terá que utilizá-lo como trampolim na venda de produtos, serviços ou para divulgação de marca, caso contrário será só mais um no oceano de 300 milhões de blogs existentes no planeta, não se engane, porque blog não dá dinheiro.

Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.


SEO ineficiente é tão danoso quanto um CEO incompetente


Marisa Fonseca Diniz


As empresas estão em constante crescimento não importando se a situação econômica mundial esteja favorável ou não, o importante é desenvolver processos eficientes na divulgação de produtos e serviços. Quando nos referimos a produto sempre vem a nossa mente a necessidade da aplicação do marketing em sua integra.

O departamento de marketing de uma empresa tem por competência desenvolver atividades da empresa associada à compra e venda de um produto ou serviço, o que inclui publicidade, venda e a entrega do produto. O principal desafio da equipe de marketing é chamar a atenção do seu público alvo usando slogans, folders, design de embalagens, apresentações, divulgação e exposição na mídia em geral.

Há quatro pontos importantes que envolvem a comercialização de um bem, a saber, produto, preço, praça e promoção, que são mais conhecidos como os 4 Ps do Marketing ou Marketing Mix. Os 4 Ps são limitados por fatores internos e externos no ambiente de negócios global, onde eles interagem uns com os outros. O conceito de mix de marketing foi popularizado na década de 1950 por Neil Borden.

Antes do surgimento da internet, o mix de marketing era essencialmente importante na interligação de empresas e consumidores, porém com o surgimento do e-commerce e com as novas técnicas de venda virtual, os processos de marketing foram ampliados surgindo dessa maneira às técnicas de marketing digital.

O Marketing Digital é o conjunto de estratégias voltadas à promoção de uma marca, produtos ou serviços na internet, diferentemente do marketing tradicional envolve o uso de diferentes canais online e métodos, a fim de atrair negócios, relacionamentos comerciais e desenvolver uma identidade, que pode ser da marca ou produto, permitindo a análise dos resultados em tempo real.

As principais estratégias do marketing digital são as seguintes:

SEO: conhecido por otimizar sites/blogs. É definido pela maneira de aumentar os acessos de um site por meio de técnicas e estratégias que permitem a melhora e posicionamento do mesmo nos resultados orgânicos dos mecanismos de busca, tais como Google e Bing;

Inbound Marketing: é um conjunto de estratégias que têm como objetivo atrair voluntariamente os consumidores para o site da empresa;

Marketing de Conteúdo: é a estratégia de produzir conteúdos interessantes a um determinado público-alvo, a fim de auxiliar em todo processo de compra e assim atrair o consumidor de maneira natural e espontânea.

Dentro destas estratégias o marketing de conteúdo e o SEO são os mais difíceis de trabalhar, pois quando não são bem feitos podem destruir ou ofuscar a marca ou o produto. O marketing de conteúdo é feito para educar, informar e envolver o futuro cliente, muito aplicável a sites que envolvem produtos e serviços que necessitam prender a atenção do público. 

A ferramenta indispensável ao Marketing Digital, principalmente ao Marketing de Conteúdo, está o blog, que é responsável por produzir conteúdo de qualidade para alcançar sua respectiva audiência. Muitos são os escritores e colunistas, que atentam em produzir conteúdos concisos de determinados assuntos, em geral aqueles que possuem domínio para educar e atrair pessoas que buscam mais conhecimento.

Muitas empresas e sites procuram na internet colunistas e escritores freelancer para escrever sobre assuntos relacionados a produtos, serviços e assuntos diversos divulgados em seus sites/blogs, porém é imprescindível ter muito cuidado ao ser contratado por estes canais, pois nem sempre respeitam os artigos escritos. Quando não, acreditam cegamente nas políticas próprias determinadas pela equipe de marketing responsável pelo SEO, que desconhece as técnicas adequadas dando exaltação apenas a determinadas palavras, acreditando que poderão ter destacado seus conteúdos, artigos, produtos, serviços e anúncios em mecanismos de buscas específicos.

Um SEO mal feito pode denegrir a capacidade de escrita de um escritor ou colunista que se esforça em pesquisar e ler para poder produzir um artigo excepcional aos seus leitores. Recentemente algumas experiências desagradáveis bateram a minha porta, quando me propus a escrever alguns artigos para uma empresa de comunicação, onde o seu foco principal era gastronomia, bem estar e variedades. A política de SEO utilizada pela empresa era totalmente desatualizada e os indexadores de conteúdo compartilhavam os artigos na Rússia, sendo que a empresa era no Brasil.

Neste site de comunicação brasileiro, todos os perfis dos colunistas tinham em destaque uma mini biografia com o link do site ou blog de cada um dos colunistas, uma maneira de agraciar o escritor em troca de divulgação gratuita, porém durante dois meses precisei bloquear diversas URLs de sites de pornografia provenientes da Rússia, nos meus blogs, sabendo que a configuração não permitia qualquer anúncio ou acesso com conteúdo sexual. Despendi alguns dias de trabalho para tentar entender o problema, e percebi que um SEO mal feito e cheio de erros pode mais prejudicar um escritor do que outra coisa.

Na procura por informações quaisquer da empresa de comunicação nos principais sites de busca percebi que nem a empresa e tampouco os artigos dos colunistas apareciam, então decidi buscar estas informações em sites de divulgação russos com apelo sexual, e por incrível que pareça foi justamente lá que encontrei as mais variadas informações da empresa de comunicação, porém no idioma russo.

O interessante é que, eu compartilhava os artigos que escrevia para este site nas minhas redes de divulgação, e quando buscava pelo meu nome nos principais sites de busca, lá estava meu nome e os artigos divulgados, porém no decorrer dos meses percebi que o que fora acordado entre as partes nunca tinha sido cumprido, no caso da empresa de comunicação, o que fez com que o editor fosse questionado, porém querendo mostrar serviço mudava o conteúdo dos artigos em prol a um SEO ineficiente. Mediante a esta situação solicitei que meu perfil e artigos fossem imediatamente retirados da rede.
Alívio imediato, pois as URLs de sites pornográficos e as indesejadas imediatamente sumiram dos acessos aos meus blogs. A ineficiência de políticas de SEO é capaz de destruir qualquer produto, marca ou empresa, além de espantar o público alvo.

Um SEO mal direcionado pode ser tão ruim quanto ter um CEO incompetente em uma empresa, esta comparação pode parecer tosca, mas é justamente isso que acontece quando não são bem avaliados os processos e profissionais. As empresas têm pressa em obter lucro, mas nem todas estão interessadas em investir tempo e dinheiro em seus negócios, o que é um grande erro.

CEO é uma sigla inglesa de Chief Executive Officer, que significa Diretor Executivo, Diretor Geral, Presidente, Superintendente é a pessoa com maior autoridade dentro de uma hierarquia organizacional. O CEO pode ser um profissional contratado ou simplesmente o proprietário da empresa, que tem como responsabilidade conduzir a gestão da organização definindo as estratégias, bem como a sua visão e postura organizacional dentro do mercado, a fim de atingir as metas e mantendo-se competitiva.

No entanto, quando há discordâncias na gestão de um CEO frente ao comando de uma empresa todos os envolvidos no processo sofrem graves consequências. É importante que o CEO mantenha o foco nos negócios, além de criar estratégias eficientes para colocar a empresa em destaque em seu segmento de atuação, evitando a falência. Da mesma maneira precisa ser o SEO, quando da necessidade em ter em destaque os produtos e a marca em ambiente virtual. A preocupação em manter a marca em evidência é a mesma em se ter um profissional competente a frente dos negócios.

A comparação entre o CEO e o SEO pode parecer esdrúxula em um primeiro momento, porém quando analisadas a fundo é perceptível que uma auxilia a empresa a alavancar negócios virtuais, e o outro ajuda a organização ter destaque no campo real, ou seja, tanto um quanto o outro são essenciais para o crescimento da empresa no mundo dos negócios.

Sendo assim, jamais esqueça que uma empresa para ter sucesso precisa ter estratégias eficientes de marketing e gestão, a fim de que não se cometa erros grosseiros e coloque todos os investimentos a perder.

Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.

Licença Creative Commons
O trabalho SEO ineficiente é tão danoso quanto um CEO incompetente de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.