Pular para o conteúdo principal

Postagens

Postagem em Destaque

Seja um ajudador ou cliente da MD Networking Publications

Postagens recentes

Por trás de toda gargalhada há uma lágrima

  Marisa Fonseca Diniz Não há nada mais contagiante do que a risada de um pequeno inocente, no entanto, nem todas as crianças tem o prazer de sorrir, pois muitas têm a sua inocência interrompida pela violência logo que nascem. A violência contra as crianças é o tema deste artigo, que sirva de reflexão aqueles que insistem em maltratar as crianças ou ignorar a violência sem nada fazerem para contê-la. Atualmente há mais 2,2 bilhões de crianças em todo mundo e desse total estima-se que 1 bilhão de crianças com idades entre 2 e 17 anos sofram algum tipo de violência, seja física, emocional, sexual ou negligência. A violência causa danos imensuráveis para quem sofre com ela, e a família que deveria ser o amparo legal de muitas crianças na maioria das vezes proporciona um ambiente tóxico e nocivo a elas. Em alguns países há a cultura da “venda” de crianças cada vez menores em troca de comida, permuta essa feita com homens que poderiam ser seus avós ou pais, e que casadas são dilaceradas

Brasil, a beira do precipício

  Marisa Fonseca Diniz O caos no maior país da América Latina nunca foi tão evidente como está sendo durante a pandemia do coronavírus. Um país que já vinha vindo há anos tropeçando nos desastres político e econômico dos antigos governantes acabou escancarando sua inabilidade em gerir colocando no poder um presidente inepto, aja visto o aumento significativo das mortes pela covid-19, e não menos importante o aumento da miséria no país. O velho jargão de que tirando o presidente populista da esquerda do poder seria a melhor solução para o país, uma vez que toda a corrupção seria lavada de vez da política, não passou de um simples eufemismo para angariar votos para a direita populista radical, que nega veemente os fatos reais, apenas por interesses escusos. A falta de políticas públicas fez do Brasil, um país enfraquecido perante as demais nações, onde não há interesse em retribuir ao povo o que lhe é de direito, serviços de qualidade em contrapartida a alta carga tributária. A falta d

Livre-se das amarras da vida

Marisa Fonseca Diniz Não há nada mais deprimente na vida de um ser humano do que ter que cumprir regras determinadas pela sociedade, apenas por um capricho comercial. Tudo que se pensa ou pretende fazer tem um padrão determinado a se seguir, as pessoas simplesmente não podem ser diferentes, elas tem que ser como manada indo ao abatedouro com o mesmo pensamento igual aos demais. Quem não se casa é visto como um solteirão, que aos olhos da sociedade dever ter algum problema social. Os casais que preferem não ter filho são taxados como pessoas que detestam crianças, se o individuo não é hetero tem algum problema psicológico ou espiritual. Se a pessoa é negra é porque os pais não souberam escolher o parceiro perfeito para ter filhos, de preferência brancos. Se a pessoa é pobre é taxada de vagabunda, porque não gosta de trabalhar e consequentemente não ganha dinheiro. Para tudo há um problema, nada pode ser considerada uma opção ou preferência, pois pessoas que pensam diferente para a soc

KPI, o que é isso?

  Marisa Fonseca Diniz Em algum momento da vida laboral todos os indivíduos já devem ter escutado a seguinte frase: “o sucesso de uma empresa está na emissão de relatórios gerenciais”, a questão aqui é por que eles são tão importantes? Para entendermos melhor este assunto cabe aqui uma breve explicação do que são relatórios gerenciais. Relatórios gerenciais são documentos gerados em sistemas informatizados ou escritos que relatam fatos concretos de uma empresa. Estes dados podem ser de diversas áreas de uma organização, tais como produção, financeiro, administração geral, marketing, vendas, entre outros. A importância dos relatórios se dá na avaliação dos dados apresentados e assim tomar as melhores decisões no desenvolvimento dos negócios. Os relatórios gerenciais devem ser elaborados com dados reais ou presumidos, no entanto é importante destacar, que quanto mais objetivo melhor. Relatórios com muitos dados informativos nem sempre são eficazes para uma boa tomada de decisão, o