Pare de olhar para trás e siga em frente


Marisa Fonseca Diniz




Esqueça tudo aquilo que deu errado nos anos anteriores, olhe adiante e veja as inúmeras possibilidades que podem acontecer na sua vida, nos negócios e na carreira. O que não deu certo serve de lição de vida para não cometer os mesmos erros novamente, as oportunidades são enormes para aqueles que enxergam infinitas possibilidades de crescimento no ano que está chegando.

As metas devem ser bem definidas e planejadas, a fim de que não sejam deixadas para trás e sim conquistadas. Aquele tão desejado emprego novo que não aconteceu nos anos anteriores deve ser perseguido com unhas e dentes, pois quando determinamos algo na nossa vida não é para ser abandonado no meio do caminho, principalmente quando tudo parece não colaborar para a sua realização.

Se a opinião dos outros contra a sua vida gera mal estar, saiba que muitas pessoas que te criticam podem na verdade te invejar. Não há nada pior do que ser criticada por ser você mesma, pois a maioria das pessoas prefere ser aceitas pelos outros não pelo que são, e sim pelo que agradam. Exclua de sua vida aquelas pessoas que te dão sorrisinhos falsos, sugam sua energia e falam mal de você pelas costas, porque na verdade elas não amam a si próprias, imagina se vão te amar?

Não chore pelas viagens que não conseguiu realizar por falta de dinheiro ou tempo, quantas pessoas perderam a vida por não planejarem devidamente suas férias? Você é uma pessoa de sorte, se as viagens não aconteceram foi porque não era a época certa para acontecerem, quem sabe com um novo emprego você poderá viajar para algum lugar mais longe e emocionante?

Sabe aquele amor que não deu certo? Não era para ser, a pessoa não te merecia, pense que você merece alguém muito melhor. Quem sabe este alguém que tanto você busca não se encontra longe e está fazendo de tudo para te encontrar? Tudo que parece mais difícil de conquistar é justamente mais duradouro, porque tudo que vem fácil vai embora rápido.

Não murmure por nada que não aconteceu do jeito que você queria, pense que você é uma pessoa vencedora, planeje e assuma os riscos. Estude mais, invista mais em você mesmo e veja o lado bom de tudo, pois quando somos negativos tudo colabora para a nossa própria derrota. Viva muito bem o hoje para que amanhã você possa colher os melhores frutos na sua vida.

Não pense na possibilidade de fracassar novamente, não isso não pode fazer parte da sua vida em momento algum, acredite no seu potencial, siga adiante e veja que você foi muito mais adiante do que muitos que durante o seu caminhar te levavam para trás. Transforme as pedras do caminho em novas oportunidades e com uma pitada de criatividade você pode fazer a diferença na vida de muitos, inclusive na sua.

Se sua saúde nos anos anteriores não andava lá aquelas coisas e você acabou tendo que adiar alguns projetos, arregace as mangas e vá em frente porque agora é o momento de realizar tudo aquilo que deixou encostado. Quando alguém disser que você não consegue, ignore, porque você nasceu para ser vencedor.

Quer evoluir espiritualmente? Reserve algumas horas por dia para ser voluntário e ajude aquelas pessoas que por alguma impossibilidade física, mental ou social não tem a força interior que você tem para assumir projetos de ajuda humanitária. Não se esqueça de incluir no seu planejamento, os finais de semana que você se dedicará integralmente à família, a literatura, as artes, aos hobbies,  aos esportes, aos amigos e a você mesmo.

Sabe aquela mudança de comportamento que você esperou encontrar nas pessoas que conviviam com você, mas nunca ocorreu?  Que esta mudança seja em você, porque quando mudamos tudo fica mais claro e melhor. 

Que haja:

·        Mais amor invés de ódio;
·        Mais carinho invés de estupidez;
·        Mais sabedoria invés de ignorância;
·        Mais coragem invés de medo;
·        Mais fé invés de religiosidade;
·        Mais tolerância invés de preconceito;
·        Mais aconselhamento invés de críticas;
·        Mais ajuda invés de abandono.

Que sejamos a diferença que procuramos constantemente nas outras pessoas, e possamos escrever uma nova história neste ano que se inicia. Que nossos sonhos sejam finalmente realizados, e jamais bata o desânimo em nossa vida, pois precisamos ser exemplo na vida de muitos.

Nunca se arrependa de nada que não deu certo ou dos amigos que perdeu, porque se não aconteceu é porque não era para ser. Aqueles que diziam ser seus amigos na verdade nunca foram. Deixe para trás tudo aquilo  que não foi bom, que te fez mal ou te entristeceu.

Temos livre arbítrio para escolher nosso próprio caminho, portanto enfrente as curvas perigosas com coragem e ânimo, siga em frente e seja muito feliz!




Os artigos aqui publicados e este blog estão protegidos pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo os artigos aqui expostos, pois estão todos registrados.

Licença Creative Commons
O trabalho Pare de olhar para trás e siga em frente deMarisa Fonseca Diniz está licenciado com uma LicençaCreative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível emhttp://marisadiniznetworking.blogspot.com/2014/12/pare-de-olhar-para-tras-e-siga-em-frente.html.

Erros cruciais nas redes profissionais


Marisa Fonseca Diniz



As redes profissionais surgiram com o propósito de unir interesses profissionais e comerciais em comum, porém há algumas pessoas que não conseguem discernir os interesses profissionais dos pessoais gerando diversos problemas nas redes. As redes profissionais surgiram em 1997 de modo a conectar diversos usuários a interesses em comum ao redor do mundo.

O primeiro site a combinar todos os recursos desde a criação do perfil até a adição de amigos foi o SixDegree.com, que surgiu com a intenção de ajudar as pessoas a alavancarem seus negócios. Atualmente as redes profissionais proporcionam uma variedade de serviços, tais como auxiliar os interessados em conseguir um emprego em qualquer lugar do mundo, compartilhar conhecimentos, experiências e discussões em grupo relacionadas a diversas áreas de atuação.

As redes profissionais são excelentes recursos para a ampliação de contatos também conhecidas como networking, que proporcionam a efetivação de parcerias comerciais, bem como oportunidades de desenvolvimento de mercados e negócios às  empresas e profissionais interessados em lançar seus produtos em um determinado segmento de mercado.

Há diversas redes profissionais existentes na internet, porém precisa tomar certos cuidados, pois algumas são específicas para determinadas áreas de atuação e outras não. 

Plaxo:  Apesar de ser considerada uma rede profissional funciona mais como uma agenda de contatos virtuais, onde fornece a atualização automática das informações de cada um dos contatos. Os usuários e os seus contatos armazenam suas informações nos clouds dos servidores da Plaxo. Quando as informações são editadas pelos usuários, as mudanças aparecem automaticamente na lista das conexões compartilhadas.

A principal vantagem da Plaxo é a compatibilidade com o Outlook, Mozilla, Thunderbird, Mac OSX’s Adress Book, iOS e BlackBerry e interface com outros aplicativos.

Xing: A rede oferece perfis pessoais, grupos de discussões, coordenação de eventos nos seguintes idiomas: holandês, inglês, finlandês, francês, alemão, húngaro, italiano, japonês, coreano, espanhol, polonês, português, russo, chinês, sueco e turco.

Viadeo: É uma rede profissional composta por empresários e gestores, originalmente criada na França e que concorre com as demais redes profissionais, onde são oferecidas oportunidades de trabalho, grupos de discussões com diversos temas e contatos profissionais.

Open Science Lab: É uma rede profissional destinada a alunos de graduação de universidades e educadores de qualquer lugar do mundo, que trabalham para desenvolver ativos compartilhados. Excelente para quem busca projetos e programas de ciência de alta qualidade.

Wisestep.com: É uma plataforma profissional destinada as pessoas que estão em busca de uma recolocação profissional e desejam aumentar sua rede de networking.

Hall.com: É uma rede profissional criada para promover a criação de startup, que inclui recursos para colaboração em tempo real.

LinkedIn: É uma rede profissional que interage com diversos profissionais ao redor do mundo, sendo mais de 84 milhões só nos Estados Unidos. A rede permite a criação de grupos de discussão, a adição de contatos, empregos, projetos, negócios entre outros.

beBee: A rede é jovem nasceu em 2014 na Espanha e está presente em diversos países. É uma rede social voltada ao profissional, diferente das outras redes que são mais formais. A proposta da rede é bem interessante aposta na interação do profissional com os outros usuários e empresas (abelhas) e também com as comunidades (colmeias) de forma descontraída, onde os usuários além de apresentar suas aptidões também podem demonstrar seus gostos. É uma nova proposta de rede profissional/social, excelente para expor suas preferências, ser visto por diversos usuários de diversas nações, e expandir os negócios. 

Há algumas redes sociais que também podem ser utilizadas com finalidade profissional, que são o Facebook e o Twitter. O que muitas pessoas não conseguem discernir é que as redes profissionais não servem como redes sociais e nem sites de relacionamentos românticos. Sendo assim acabam cometendo alguns erros cruciais ao bom desenvolvimento das relações profissionais.



O que NÃO se pode fazer em uma rede profissional:

·       Postar fotos sensuais que despertem o libido dos usuários;

·       Postar fotos de café da manhã, almoço ou jantar;

·       Postar assuntos que não agregam conhecimentos profissionais;

·       Postar mensagens e artigos preconceituosos;

·       Discutir um tema profissional, não respeitar as opiniões alheias e ficar           xingando os demais participantes;

·      Convidar um profissional para fazer parte da sua rede de contatos, e depois ficar enviando mensagens de paquera pela caixa postal;

·      Ficar enviando indiretas para atingir algum usuário por meio de mensagens no feed;

·      Ficar insistindo para alguém te adicionar na rede;

·      Bloquear respostas divergentes das demais discutidas no grupo;

·      Ficar enviando propaganda exaustivamente através da caixa postal dos usuários;

·       Postar informações enganosas no perfil profissional;

·       Criar um perfil fake e ficar enviando spam na caixa postal;

·       Solicitar recomendações insistentemente sem recomendar ninguém;

·       Achar que o contato da rede é seu amigo íntimo e tem obrigação de repassar os contatos particulares, tais como o perfil da rede social, skype, celular, etc.;

·      Visitar o perfil dos outros usuários como anônimo;

·      Ficar fazendo propaganda política de candidatos aleatórios aos assuntos  discutidos;

·      Postar tendências de moda, músicas, fofocas, etc.;

·      Ficar enviando mensagens difamando seu emprego anterior;

·      Não preencher todos os dados do perfil;

·      Encher o perfil com assuntos que não dizem respeito à carreira;

·      Só utilizar a rede quando precisa de emprego;

· Ficar postando continuamente que tem tantos usuários, isso não interessa    a ninguém;

·     Não participa de nenhuma discussão;

·  Não amplia sua rede de contatos e nem adiciona seus ex companheiros de empresas ou de estudos;

· Não confundir jamais rede profissional com rede social ou site de relacionamento.

Os profissionais precisam ter ciência de que, o comportamento representado por eles na rede profissional refletem muito mais do que possam imaginar. O profissional que insistentemente fica paquerando os demais usuários demonstra problemas com relacionamentos e até mesmo solidão, e aproveita a rede para se lançar como um pretendente disponível. Aliás, está fazendo isso no lugar errado.

A pessoa que posta mensagens e fotos pessoais ou sensuais gosta de aparecer, provavelmente tem problemas de autoestima baixa ou sofre da 
Síndrome do Pavão. O profissional que não respeita a opinião alheia com toda certeza deve ser uma pessoa intransigente,  intolerante, autoritária e avessa a novidades. A pessoa que visita o perfil dos demais usuários como anônimo demonstra ser uma pessoa que não gosta de assumir nada, imagina numa empresa?

O profissional que não participa de discussões ou não amplia sua rede de contatos, e só faz isso quando está desemprego demonstra ser uma pessoa egoísta, que só pensa em compartilhar seu sofrimento, mas nunca conhecimento. Pessoas que ficam enviando propaganda de produtos, serviços e empresas demonstram que estão com problemas de caixa e acabam disparando informações a todos sem fazer uma seleção adequada, porque não adianta enviar propaganda de software de comércio exterior para quem trabalha com pesquisas médicas.

Cabe a todos os profissionais analisarem melhor suas ações dentro das redes profissionais evitando dessa maneira serem excluídos ou bloqueados. Não há nada mais desagradável do que ter um contato profissional sem ética. As pessoas precisam ter bom senso e saberem se comportar de maneira respeitosa e profissional, caso contrário sofrerão as consequências dos seus próprios atos.    


Os artigos aqui publicados e este blog estão protegidos pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo os artigos aqui expostos, pois estão todos registrados.






Maglev, tecnologia em transportes sustentáveis


Marisa Fonseca Diniz



Imagine viajar em um veículo que levita? Parece estranho, mas este tipo de veículo já existe. O Maglev, Magnetic Levitation Transport é um veículo que transita em uma linha elevada sobre o chão, onde é utilizado o processo de levitação magnética através do uso de supercondutores. Os trens maglev se movimentam de  maneira mais suave do que os demais sistemas utilizados nos comboios de massa.

A única fricção que existe neste processo é entre o veículo e o ar, o que proporciona aos veículos atingirem altas velocidades com baixo consumo de energia e ruído. A não dependência da tração e do  atrito é que proporciona a aceleração e desaceleração do veículo ultrapassando a velocidade dos transportes de rodas. Os trens convencionais podem atingir uma velocidade alta rapidamente, mas o sistema utilizado pelo maglev permite velocidades muito superiores chegando a marca de 501 km/h, o que reduz bastante o tempo de viagem em um trem convencional.

O desgaste por atrito do martelo das rodas dos trens convencionais sobre os trilhos acelera a deterioração dos equipamentos evitando dessa maneira que a base mecânica consiga atingir velocidades mais altas, diferentemente do maglev. Atualmente, o maior problema para a produção de veículos com levitação magnética é o alto custo, o que é compensada pelo baixo custo de manutenção.

Shangai utiliza trens com o sistema maglev, sendo o campo eletromagnético controlável e gerado através da levitação dos imãs ao longo da guia atraindo-se mutuamente que puxam o trem para cima em uma lacuna de levitação estável, o que garante o controle da levitação corrente. A levitação entre os imãs e os trilhos é normalmente controlada  num intervalo de 8 a 12 milímetros. O sistema  maglev de alta velocidade possui quatro componentes principais: trilho, veículo, operação e a alimentação de energia.




O trilho tem uma superestrutura formada de aço soldado, com concreto armado por vigas que conectam os estatores longos, a subestrutura é constituída pelos piers e as fundações são de concreto armado. Esta estrutura é necessária para suportar o peso do trem e orientar a direção do movimento do veículo.



O veículo é a parte mais importante do sistema maglev de alta velocidade, a levitação e os imãs são montados nos chassis. Os aparelhos elétricos, as baterias, as travas de emergência e o sistema de controle de levitação compõem os besids.



O sistema de alimentação dos trens inclui subestações, cabos de alimentação na via, entre outros sistemas de fornecimento de energia. A potência necessária para a operação do trem é de corrente de alta tensão que corre pelo enrolamentos do estator ao longo do trilho. A corrente alternada de alta tensão é retirada da grade de 110 KV via transformador, depois é convertida em corrente contínua através de um retificador, que converte novamente em corrente alternada de frequência variável entre 0 e 300Hz. Os equipamentos de retificação, conversão, os motores estatores e os demais equipamentos necessários ao sistema maglev são instalados no chão.



O controle de operação é a garantia do funcionamento e de todo o sistema maglev, que inclui a segurança não apenas dos equipamentos como da comunicação.

No Brasil o maglev já está em fase de testes  e é desenvolvido com tecnologia nacional. O maglev – Cobra é um projeto desenvolvido pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós Graduação e Pesquisa de Engenharia – COPPE, da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. De acordo com os testes que ocorreram em 1º de outubro deste ano, a previsão para o sistema entrar em operação é em 2015, incrementando primeiramente o transporte público dentro do campus da universidade.



O Brasil agora detêm a tecnologia da levitação magnética de veículos juntamente com a Alemanha, Estados Unidos, Japão e China. Segundo pesquisadores da UFRJ, a implantação da tecnologia maglev chega a um terço dos custos utilizados no metrô.


Uma ótima alternativa para o transporte público brasileiro basta boa vontade dos governantes para investir nesta tecnologia e na estrutura necessária para o trafego dos trens.


Os artigos aqui publicados e este blog estão protegidos pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo os artigos aqui expostos, pois estão todos registrados.

Licença Creative Commons
O trabalho Maglev, tecnologia em transportes sustentáveisde Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma LicençaCreative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível emhttp://marisadiniznetworking.blogspot.com/2014/12/maglev-tecnologia-em-transportes.html.