28 de fevereiro de 2016

Sustentabilidade não é apenas...


Marisa Fonseca Diniz



...LED, painel solar, eólica, reúso de água e tinta verde. Infelizmente, a maioria das pessoas acredita que sustentabilidade na construção civil é apenas utilizar lâmpadas LED e fazer reúso de água. Não, sustentabilidade é muito mais do que isso. O Brasil anda atrasado quando o tema é sustentabilidade, a começar que muitas pessoas e empresas nem sabem ou se interessam pelo assunto.

A falta de uma educação sustentável  que deveria começar nos graus escolares é inexistente, pois a maioria dos educadores brasileiros desconhece por completo o conceito ou a necessidade de ensinar o que é ser uma sociedade sustentável e o bem que possa trazer a todos os cidadãos a longo prazo.  A crise da água no país nos anos anteriores é que levantou a bandeira da necessidade em conservar o meio no qual vivemos e dessa maneira aproveitar melhor os recursos naturais, a fim de gerar energia limpa sem ter que deslocar pessoas e destruir o meio para a construção de grandes usinas hidrelétricas.

A sustentabilidade integra a economia, a sociedade e o meio ambiente, o conceito é satisfazer as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras satisfazendo suas próprias necessidades. Há mais de trinta anos o termo sustentabilidade surgiu, ou seja, exatamente em 1980 por Lester Brown fundador do Worldwatch Institute.

A necessidade do setor da construção civil  se adequar aos conceitos sustentáveis vai muito mais além da energia renovável , processos e materiais que não agridem os solos, os aquíferos e o ar se fazem necessários na indústria da construção civil, uma vez, que este setor é recordista em poluir o meio ambiente .  Deve-se ter consciência que nem todo material disponível no mercado é verdadeiramente sustentável, pois há muito produto Greenwashing no mercado, que além de não ajudar a preservar o meio ambiente ainda tem efeito contrário, ou seja, agride.

Nos últimos anos em todo o mundo diversos produtos vêm sendo estudados e desenvolvidos a fim de não poluir o meio ambiente, e colaborar em todo o processo aplicado na construção civil sustentável. A arquitetura e a engenharia vêm aplicando processos construtivos que colaboram para que os empreendimentos ofereçam um ambiente agradável aos seus usuários e moradores.


Os principais insumos ecológicos aplicados na construção de empreendimentos são os seguintes:

Telhas;

Fibra de vidro;


Tijolo ;


Bambu e fibras vegetais;


Eco poste e calçada ecológica; 


Concreto verde;


Fibrocimento;


Isolantes;


Vidro;


Piso;


Agregado de concreto;


Revestimento;


Madeira Plástica; 


Argamassa;


Tinta;


Asfalto;


Cimento ;


Telhado verde.

Muitos outros produtos tem sido desenvolvidos por meio da nanotecnologia , que tem revolucionado a indústria da construção civil em todo mundo. Além de insumos ecologicamente corretos, há ações que no dia a dia de uma obra fazem toda a diferença como é o caso dos restos de obras que podem ser separados e reaproveitados.

Apesar de muitos empresários acreditarem que a sustentabilidade é um modismo passageiro e que o processo é extremamente caro, vários países ao redor do mundo têm aplicado grandes quantias de recursos financeiros em projetos sustentáveis tanto na infraestrutura, transportesconstrução civil  e mobilidade urbana por acreditarem que o custo-benefício a longo prazo é alto e rentável, além de colaborar  na preservação do meio ambiente.

As empresas conscientes da necessidade de seguir processos e a utilização de materiais sustentáveis tem ido muito mais adiante, pois acreditam que ser sustentável não é apenas um estilo de vida e tem se adaptado as mudanças, inclusive certificando seus produtos e processos.  

Agora, se depois de ter lido todo artigo e seus links relacionados e descobrir que sustentabilidade não é apenas LED, eólica, solar, e acreditar que para termos um futuro mais sustentável e com uma melhor qualidade de vida é necessário utilizar técnicas, processos e materiais que não agridem o meio ambiente, por favor, não hesite em usar todas estas práticas realizando o sonhho de ter uma casa própria totalmente sustentável.



Artigo protegido pela Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. É PROIBIDO copiar, imprimir ou armazenar de qualquer modo o artigo aqui exposto, pois está registrado.
 Licença Creative Commons
O trabalho Sustentabilidade não é apenas... de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

  
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.