6 de agosto de 2017

O emprego do bambu como material sustentável na construção civil

Parte do artigo integrante do Site Engenharia e Construção de Portugal (autorizado pelo  Engenheiro Civil Responsável Tiago Cunha) foi reproduzido, sendo complementado com informações atuais.  

Edição Especial

Marisa Fonseca Diniz


O bambu é uma planta muito utilizada nos países asiáticos para diversos fins, e representa o sustento de mais de um bilhão de pessoas principalmente aquelas que se encontram em áreas rurais pobres dos países da Ásia e América do Sul.

Há em torno de 75 espécies com mais de 1.300 variedades de bambu espalhadas em regiões tropicais, subtropicais e temperadas pelo mundo, o bambu por suas qualidades tem atraído a atenção de pesquisadores e empresários. Uma das características do bambu é o crescimento 30% mais rápido do que de outras espécies de árvores consideradas como de rápido crescimento. O crescimento é vigoroso e o seu rendimento em peso por hectare ao ano é 25 vezes maior do que o de qualquer espécie de madeira.

O bambu é um recurso renovável, o que não ocorre com os demais materiais, principalmente quando pensamos em construção civil sustentável. A madeira tem se tornado um recurso escasso, e sua produção inviabiliza alguns sistemas de produção causando assim um aumento do preço desta matéria-prima.

O bambu aplicado na construção civil ajuda a reduzir o impacto ambiental, a fibra de bambu misturada ao cimento cria um material de construção valioso, as placas de bambu tem vida útil maior e é mais resistente a umidade. A compensação da descarga de dióxido de carbono ao fixar uma grande carga de CO2 é a maior vantagem para a utilização do bambu na construção civil. O bambu é um material de baixo consumo energético, pois não necessita ser transformado podendo ser utilizado naturalmente.

Há um projeto em desenvolvimento para substituir o aço estrutural por bambu desenvolvido em parceria pelo Future Cities Laboratory – FCL e os centros de pesquisas ETH em Singapura e Zurique – Suíça. Dirk Hebel pesquisador do projeto e professor assistente de arquitetura e construção do Laboratório de Composto Avançado do FCL acredita que a fibra compactada do bambu possa criar um composto resistente capaz de substituir o aço estrutural nas obras de concreto.


O ponto favorável deste estudo é que os países em desenvolvimento poderão utilizar esta técnica para melhorar a economia local dos grandes centros urbanos, além de ter uma melhora na qualidade de vida. Programas de moradia popular poderão se beneficiar muito com este material sustentável, pois além de ser um material mais barato também colabora com a preservação do meio ambiente.

Complementando o artigo publicado no site em referência, atualmente vários outros estudos e pesquisas complementares tem sido realizadas utilizando a nanotecnologia, a fim de que materiais menos agressivos ao meio ambiente sejam desenvolvidos sem tirar a eficiência dos processos empregados na construção civil. O bambu é um dos muitos produtos sustentáveis utilizados, porém não é o único.  

A maioria dos materiais empregados nos processos da construção civil são corrosivos e podem contaminar o solo, os aquíferos e até mesmo o ar, sendo necessário a aplicação de novos materiais que sejam tão eficientes quanto os empregados atualmente, porém não contaminantes. 


Licença Creative Commons
O trabalho O emprego do bambu como material sustentável na construção civil de Marisa Fonseca Diniz está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://marisadiniznetworking.blogspot.com/2017/08/bambu-sustentabilidade-na-construcao.html.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.